O poder das conjunções (e/mas)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010


O poder das conjunções (e/mas)

Bem-vindos ao Eletrotecnia. Esse é meu primeiro post no blog. Nele vamos falar sobre duas conjunções (e/mas) e como elas podem interferir no resultado em uma conversa entre amigos ou uma negociação por exemplo.

“Conjunção é uma das dez classes de palavras definidas pela gramática. As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesma função sintática, estabelecendo entre eles uma relação de dependência ou de simples coordenação.”


“Mas você não é estudante de exatas? De onde afinal surgiu essa idéia de falar sobre conjunções?”
Explico. Semana passada lia um artigo sobre negociação e vi algo que falava mal de frases com o “mas”. Foi aí que me veio a ideia para o primeiro post do blog. Sem mais delongas, vamos ao que realmente interessa.

Analisemos em duas situações a seguinte opinião a cerca da compra de um carro.

Caso “mas”:

José: Flávio, decidi comprar um carro! Vou dar X de entrada e financiar o restante em 24 parcelas. Vai dar certinho no meu orçamento!”
Flávio: Nossa que legal, mas você já considerou os impostos de janeiro (IPVA, emplacamento, seguro, etc), manutenção, combustível... todos esses itens são despesas a mais geradas pelo carro.

Caso “e”:

José: Flávio, decidi comprar um carro! Vou dar X de entrada e financiar o restante em 24 parcelas. Vai dar certinho no meu orçamento!”
Flávio: Nossa que legal e lembre-se de considerar os impostos de janeiro (IPVA, emplacamento, seguro, etc), manutenção, combustível... todos esses itens são despesas a mais geradas pelo carro.

No caso mas, perceba que a resposta é um tanto desanimadora. O José chega feliz da vida porque vai comprar um carro e logo alguém demonstra mais um obstáculo para alcançar esse objetivo.

                                    José depois da conversa com Flávio.


No caso e, a coisa muda de figura. José chega animado com a compra do carro e sai ainda animado, só que dessa vez, sai também alertado dos “custos adicionais” que ele terá com a compra.

4 comentários:

Deni disse...

Começou bem, hein!
"E" eu morri de rir com essa imagem do José depois da conversa com Flávio! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk'

Claudemir Júnior disse...

Também achei que caiu bem.

leonardo disse...

kaaokpkpoakopa... fico da hora

Ghesica disse...

Bom demaaais Juniho!!!
Adorei a comparação amigo. Foi válida mesmo viu.
Torço por vc. Ghsc²

Postar um comentário